Me abraça logo,amor
"Faz o coração sorrir que o resto se ajeita ."
1 2 3 4 5
THEME POR encantei-me | DON'T COPY + +
“E mesmo sorrindo por aí, cada um sabe a falta que o outro faz. É fácil porque os dias passam rápido demais, e é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam que no momento certo se reencontrarão e que nada, nada seja por acaso.”
Tati Bernardi.      (via acrescentada)

“Então o amor é isso, é perdoar o que não tem perdão, e não guardar rancor. É cuidar, dar carinho, proteger, mimar, mas também saber a hora de dizer não. É brigar, aconselhar, discordar. Mas é também respeitar, saber a hora de calar. Então o amor é assim, complexo, difícil de entender, e de explicar.”
Évila Guedes.  (via erzdiozese)

“E mesmo sorrindo por aí, cada um sabe a falta que o outro faz. É fácil porque os dias passam rápido demais, e é difícil porque o sentimento fica, vai ficando e permanece dentro deles. E todos os dias eles se perguntam o que fazer. E imaginam que no momento certo se reencontrarão e que nada, nada seja por acaso.”
Tati Bernardi.      (via acrescentada)

“Queria conseguir deixar todos que amo bem perto de mim.”
O garoto. (via erzdiozese)

“Sei que pareço infeliz e mal-humorado, mas é só escudo. Minha felicidade é sempre pequena demais pra espalhar por aí.”
Gabito Nunes.   (via soupoetico)

“Certa vez, me disseram que existem duas maneiras de se envolver com um cara: se apaixonando por ele e o odiando. Pois bem, meus sinceros parabéns, você conseguiu as duas.”
Depois dos quinze.   (via poetas-suicidas)

“Certo, eu gosto dele. Eu admito, isto para mim mesma. Eu não posso esconder meu sentimento mais. Eu nunca me senti assim antes. Eu o acho atraente, muito atraente. Mas ele é uma causa perdida, eu sei, e eu suspiro com um pesar agridoce.”
50 tons de cinza.   (via antevejo)

“Foi esperando quase nada que um quase tudo apareceu. Simples como um fim de tarde. No começo era medo, incerteza, insegurança surgindo como relâmpago no céu. Depois, uma sensação de pertencimento, de paz, de alegria por encontrar um sentimento desconhecido, mas que fazia bem. Não teve espumante, holofote, tapete vermelho. Foi simples como um fim de tarde. Algum frio na barriga, interrogações deslizando pelas mãos suadas, uma urgência em saber se aquilo era ou não pra ser. É que um dia alguém nos ensina que quando é pra ser a gente sente.”
Clarissa Corrêa.   (via poetas-suicidas)

“Tô sofrendo de uma doença chamada: saudade
Clarice Lispector.  (via soupoetico)

“Sim, eu penso em você pra caramba, e em várias outras bobagens também.”
Soulstripper.   (via soupoetico)